Acontece, Eleições 2012

Justiça suspende divulgação de pesquisa eleitoral em Carapicuíba

Liminar da Justiça proíbe divulgação de pesquisa eleitoral eleições para prefeito em Carapicuiba

Liminar proíbe divulgação de pesquisa que garante vitória de Sérgio Ribeiro

Acatando impugnação ajuizada pela coligação “Um novo tempo, uma nova Carapicuíba” (PSB-PSDB-PV-PMN), a Justiça Eleitoral de Carapicuíba proibiu a divulgação das pesquisas de intenção de voto publicadas pelo Diário da Região.

As pesquisas foram registradas no Tribunal Superior Eleitoral mas podem conter irregularidades na amostragem. Todas apontam a preferência dos entrevistados pelo candidato do PT, o prefeito Sérgio Ribeiro.

A liminar foi concedida há dois dias, e todos os envolvidos foram convocados para responder aos fatos que a representação da coligação do candidato Marcos Neves (PSDB) apresentou na impugnação.

A edição do jornal Diário da Região de  26 de setembro,  com a última pesquisa, foi amplamente distribuído na cidade, com o resultado também reproduzido nas redes sociais. A divulgação no site do jornal, com detalhes da pesquisa não foi retirada.

Risco de prejuízo irreparável

Na decisão, a Juíza Juliana Wendling,  considerou a possibilidade de prejuízo de difícil reparação e determinou a suspensão da divulgação dos resultados da pesquisa, até a defesa das empresas Sebran, VS Publicidade e o jornal Diário da Região, que solicitou e divulgou as pesquisas.

“Não se pode ignorar as demais impugnações sofridas pela empresa responsável pela realização da pesquisa. Parece não ter havido consulta a determinadas localidades do município, em situação que poderia alterar o resultado com informações errôneas quanto ao nome utilizado.”

O cadastro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral garante apenas que a pesquisa será realizada por empresa ou entidade com CNPJ de instituto de pesquisa, com estatístico responsável, e que a metodologia  (dados da amostra, perguntas, bairros, idades, sexo) ficarão disponíveis para acesso público por trinta dias.

O TSE não homologa, não quantifica e não altera os dados. Qualquer interessado pode questionar os resultados, fundamentando-os através de representação na Justiça Eleitoral.

No plano amostral de pesquisa realizada em 14/09,  registro SP-00959/2012, o Instituto Sebran informa que entrevistou 600 moradores, com mais de 16 anos, em dez bairros de Carapicuíba: Centro,  Cohabs,  Silvania, V. Cretti, V. Dirce, Aldeia/Leonon/N. Horizonte, Jd. Planalto,  Sta. Terezinha/Sul Americana,  V. Lourdes e  Cid. Ariston.

Ainda segundo o Sebran, a metodologia foi “quantitativa probabilística domiciliar, com sorteios aleatórios de quarteirões, residências e entrevistados”.

Para ver todos os registros de pesquisas já feitas nestas eleições, clique aqui. 

Sobre Carapicuibanos

Blog de notícias de Carapicuíba - SP

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: